Como Criar Uma Startup?

Quando falamos de startups, logo relacionamos a palavra à ideias inovadoras, nossos aplicativos prediletos e aos ícones da tecnologia. E sim, startups são ideias inovadoras que se tornam modelos de negócios repetíveis e escaláveis, com grande potencial de obter sucesso e resultados extraordinários em curto espaço de tempo. Na música, por exemplo, temos os famosos streaming como o Spotify, Deezer, iTunes e tantos outros.



Um dos principais conceitos de startup é que uma determinada solução não precise do serviço humano para que o processo seja realizado.

Por exemplo: você se lembra como era ligar num disk-taxi? Para pedir um carro a telefonista acionava um sistema informando a sua localização e destino para verificar qual carro estava disponível. Depois disso, ela retornava a ligação para você avisando qual o nome do taxista. Este é um modelo de uma empresa.

No modelo de startup, temos o Uber, por exemplo, onde basta você abrir seu aplicativo para que sua localização seja identificada, seu endereço confirmado e imediatamente um carro estará à caminho. Dessa forma, estamos excluindo o serviço humano de uma telefonista intermediadora.

Recentemente, conheci um aplicativo onde o grupo gestor dele o intitulava como startup, porém, havia uma transação comercial que precisaria de uma aprovação intermediadora de um gestor administrativo. Dessa forma, o que temos aí é uma empresa e não uma startup.


Um dos lugares onde mais surgem grandes ideias é no Vale do Silício, na Califórnia. O “ecossistema criativo” com um nível avançado de maturidade e visão de mundo, colabora para que o ambiente desperte o senso de produtividade nas pessoas envolvidas em projetos.

O empreendedorismo no Brasil cresce constantemente, apresentando maior aumento após o inicio da pandemia, quando muitas pessoas ficaram desempregadas e tiveram que se reinventar.

Hoje existem diversas incubadoras e aceleradoras que apoiam novos projetos, principalmente, quando são realmente inovadores.


Serviços de apoio como contabilidade, advocacia, consultoria tecnológica e outras, também são recomendados para quem busca se aventurar no universo das startups.


Existem diversas instituições financeiras (bancos), investidores anjos, órgãos de fomento ao empreendedorismo, que oferecem crédito para a criação de startups.


As grandes empresas, conhecidas como “Big Companies”, quando precisam inovar para permanecerem competitivamente ativas no mercado, acabam estimulando iniciativas de startups de forma direta ou indireta.

COMO VALIDAR AS TECNOLOGIAS E O DESENVOLVIMENTO DA SUA STARTUP?

É consideravelmente grande a velocidade do avanço tecnológico nos últimos 10 anos. Com os avanços surgem as oportunidades.

Hoje existem 4 grandes modelos de validação que são:

  • Pelo Governo Federal ou Leis de Incentivo

  • Aceleradoras de Empresas

  • Investidores-Anjos

  • Residências

STARTUP BRASIL

É um programa do Governo Federal juntamente com o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, voltado às micros e pequenas empresas. O programa funciona com edições anuais.


EMPRESAS ACELERADORAS

Hoje em dia muitas pessoas confundem as aceleradoras com as incubadoras, mas suas principais diferenças são: as aceleradoras são empresas privadas que visam o lucro em curto prazo, normalmente com participações acionárias nas startups aceleradas; já as incubadoras podem ser públicas ou privadas e oferecem ajuda no desenvolvimento de pequenas empresas sem, necessariamente, visar o lucro.


INVESTIDORES ANJOS

O Investidor-Anjo é geralmente um empresário ou empreendedor predisposto à assumir riscos, alocando uma parte (normalmente, entre 5% e 10% do seu patrimônio) para investir em novas startups ou negócios.

PROGRAMAS DE RESIDÊNCIAS

Grandes startups ao redor do mundo costumam aderir à essa pratica. Em São Paulo, o Google realiza o Google Campus, um espaço e coworking de residência, com duração de 6 meses para empreendedores inovadores que estejam desenvolvendo produtos “fora da caixa”, em que negócios já estejam em estágio de crescimento avançado. O evento desde seu início, em 2016, gerou mais de R$30M além de mais 4 mil empregos através dos residentes do Campus. Para que a sua startup seja realmente validada, é imprescindível que você cumpra 7 etapas fundamentais: • Ideação • Solução • Pesquisa • Usabilidade • Prototipação • Testes • Melhorias

E aí, vamos lançar a sua startup?
0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
guga-goncalves, curso-de-personal-branding-em-campinas, curso-de-personal-branding-em-sp,

Olá, que bom ver você por aqui!

Sou Guga Gonçalves, já ajudei mais de 500 empreendedores e profissionais liberais, de 78 mercados de atuação do Brasil, Austrália, Venezuela, Espanha e Estados Unidos a alavancarem suas empresas, marcas e negócios. 

Chegou a sua vez!

  • Facebook
  • Preto Ícone LinkedIn
  • Instagram
  • guga-goncalves, curso-de-personal-branding-em-campinas, curso-de-personal-branding-em-sp,