O Som No Audiovisual

Você já parou para entender a importância do som como elemento complementar para uma peça audiovisual?

As texturas sonoras criam emoção na cena. O som é 50% de uma peça audiovisual. Embora o início do cinema fosse chamando de “cinema mudo” era apenas por falta de recursos de captação de áudio. Porém, desde o início, todo filme sem fala sempre teve uma trilha sonora representativa da cena a ser transmitida. O som era tocado simultaneamente na sala de exibição.

À partir de onde você consegue dar importância ao som, você consegue entender em qual formato estético ou estrutural o som é colocado em uma cena. O som fará com que uma narrativa tenha uma dinâmica ou ritmo além de apenas uma cena visual ou de diálogo.

“A música diz coisas que nem mesmo as palavras conseguem dizer”

Com o “boom” da internet muita gente começou produzir web séries, reality shows, scats e tantos outros formatos de vídeos.

Porém, alguns produtores musicais que não estão habituados trabalhar com mixagem ou produção musical para filmes, desconhecem algumas nomenclaturas e terminologias do universo audiovisual.


SOM IN

Tem uma referência sonora dentro de uma história. Por exemplo, o som de um helicóptero em uma cena de ação.

SOM OFF

É o som que você não vê a cena mas identifica qual é o som. Por exemplo, o de um telefone sem aparecer na cena.

SOM FORA DE CAMPO

Não tem uma referencia direta de interação com o personagem e nem representativa na cena.

Quase sempre, é um som posto na pós produção para trazer uma realidade mais estética para a cena. Muitas vezes, é um som com volume mais alto para chamar a atenção do espectador a uma cena específica para sentir as emoções que o personagem está passando um uma determinada cena.

Som de suspense, música com dinâmica crescente quando algo está para acontecer.

Você já se perguntou alguma vez porque quando você está dirigindo seu carro ou no banco de um ônibus ou metrô, algumas músicas te fazem pensar em algumas tomadas de decisão da sua vida?

SOM DIEGÉTICOS

É o som que tem uma potência sonora visível dentro de um filme.

É quando um personagem interage seus movimentos de acordo com o som de forma bem explícita.

O filme “Pulp Fiction” foi inteiro construído com som diegético.

Resumindo, o som diegético, é aquele que se o personagem escuta e nós também ouvimos.

SOM NÃO DIEGÉTICOS


É o som inserido na pós produção. Causa efeito dramático estimulando sentimentos e emoções. Em todos os filmes de heróis quando o herói aparece, toca uma música crescente que enaltece a imagem poderosa do herói.

RUÍDO E PAISAGEM SONORA

Por que o som de um tiro é sempre mais forte em um filme que na vida real? Porque sempre está associado a uma música dramática.

RUÍDO HUMANO


Som do vento, chuva para reforçar a relação do ambiente.


CONSTRUÇÃO DA PAISAGEM SONORA

Construção da paisagem sonora é feita dentro de um equilíbrio harmônico com a cena onde os ruídos estejam em primeiro plano e, os sons menos importantes estejam mais baixos. Existem exemplos em que um ruído pode ser sublimado e se tornar uma música. No filme Chicago tem uma cena que a música surge dos ruídos.

USO DA PALAVRA: VOZ OFF E VOZ OVER


A voz é o elemento mais importante do nosso ser, da nossa existência, e, que torna cenas memoráveis de um filme.

Por que algumas cenas se tornam tão memoráveis?

VOZ OFF


É a voz que está fora do quadro. Você escuta sem ver uma referência visual.

VOZ OVER


Quando o personagem está em pensamento conversando consigo mesmo enquanto há uma outra cena em movimento. Ou, em documentários na voz de um narrador. No jornalismo, quando há uma passagem sem a jornalista aparecer.

PAPEL DA MÚSICA


Por que algumas músicas impregnam em nossa mentes? A música alem de ajudar descrever uma cena, ela têm um papel dramático.

Ela pode ser utilizada de várias formas como de forma dissonante causando um certo desconforto, de forma dramática para demonstrar um estado mental do personagem, intensidade de cenas.

Numa cena de violência por exemplo, pode ser tocada uma música de tensão para demonstrar a agressividade ou mesmo, uma música suave para mostrar que o psicopata agressor tem aquilo como rotina da sua vida. Mostra uma exteriorização duvidosa do comportamento do agressor mostrando sua visão distorcida de mundo.

A música também pode ser usada como uma marca de um personagem.


LEIT MOTIV


São músicas marcam um determinado personagem.

Superman, Tubarão, Jason, Caça Fantasmas, Indiana Jones são exemplos de personagens marcados pelas suas músicas.

Espero muito que você tenha gostado deste conteúdo e ele possa fazer bastante sentido para você e seus projetos audiovisuais.

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon

© 2020 por Gustavo Gonçalves