Quais São as Etapas do Processo de Comunicação?

Atualizado: 4 de nov. de 2021


COMUNICAÇÃO HUMANA

Não somos e nem queremos ser autossuficientes, autossustentáveis e nem sabemos viver de forma isolada. A pandemia nos mostrou muito bem isso. Nos relacionamos continuamente com outras pessoas por meio da comunicação.

Portanto, precisamos entender a diferença entre comunicação e informação:

Informação

É quando um emissor passa para um receptor um conjunto de dados codificado que elimina uma série de identificações e dúvidas, ou seja, a informção necessita da figura de um emissor.

Comunicação

Acontece somente quando a informação recebida pelo receptor é compreendida, interpretada (decodificada) e encaminhada de volta ao emissor, o que caracteriza a retroalimentação do processo. O retorno da informação recebida também é designado como Feedback, que é o principal elemento que dinamiza o processo de comunicação.

A finalidade da comunicação é afetar comportamentos. Um dos erros mais comuns é quando você emite uma instrução por escrito acreditando que a pessoa do outro lado interpretará de forma precisa sem que haja problemas. Por isso, é importante verificarmos a receptividade de um instrução escrita e de examinar os possíveis tipos de entendimentos de instruções verbais.

Devemos sempre nos atentar na eficácia de nossa comunicação.

A comunicação é constituída em um processo de cinco elementos fundamentais que são:


• Emissor ou fonte: é a pessoa, coisa ou processo que emite a mensagem para alguém. É a fonte da comunicação.


• Transmissor ou codificador: é o equipamento que liga a fonte ao canal, que codifica a mensagem emitida pela fonte para torná-la arqueada e disponível ao canal.


• Canal: é a parte do sistema que separa a fonte do destino, podendo estar fisicamente próximos ou não.


• Receptor ou decodificador: é o equipamento entre o canal e o destino que decodifica a mensagem para torná-la compreensível ao destino.


• Destino: é o destinatário da comunicação para qual a mensagem é enviada.

Chamamos de ruído, uma perturbação indesejável que tende a deturpar, distorcer ou alterar, de maneira imprevisível, a mensagem transmitida.


COMUNICAÇÃO NÃO VERBAL

A comunicação não verbal ocorre através de expressão facial, postura corporal e outros gestos físicos, em constraste com a expressão direta escrita ou oral.


A Cinestesia ou o estudo dos gestos e postura corporal tem obtido um lugar importante na teoria e pesquisa da comunicação. O lado não verbal da comunicação tem a chave do que uma pessoa está realmente pensando ou querendo dizer, o que também pode afetar impressões que temos de outras pessoas.

SE VOCÊ QUER SABER QUANDO EXISTE UMA MENTIRINHA EM UMA HISTÓRIA, BASTA OLHAR NOS OLHOS DA PESSOA.

Quando olhamos para o lado esquerdo, estamos nos remetendo à lembranças que podem ser boas ou não.


Se olhamos para o lado esquerdo superior, temos lembranças visuais de imagens, cenas e acontecimentos de nossas vidas.


Se olhamos para o o lado esquerdo horizontal, temos lembranças auditivas, sejam sons, palavras ou frases motivacionais, negativas, engraçadas, calientes, pesadas, ou músicas que nos remetam a determinados momentos de nossas vidas.


Quando olhamos para o lado esquerdo inferior, temos nossas lembranças cinestésicas como sensações, prazer, dor, abuso, agressão etc.


Já quando olhamos para o lado direito, estamos nos remetendo à criatividade, estimulando nosso cérebro a criar.


Se olhamos para o lado direito superior, estamos nos remetendo à uma criação visual, idealizando imagens de coisas, objetos, pessoas, lugares, aquisições etc.

Quando olhamos para o lado direito horizontal, temos a criação auditiva, é quando pensamos para falar algo que estamos rapidamente criando em nossas mentes.

Quando olhamos para o lado direito inferior, como é impossível criar cinestesia, temos um diálogo interno.


E agora, como pegar aquela mentirinha pairando no ar?

Se a pessoa contar uma história do momento presente ou algo que almeja para o futuro, deixe-á olhar a vontade para o lado direito, porque ela está idealizando algo.


Mas se uma determinada pessoa conta uma história do passado olhando para o lado direito, é balela.


Se não for uma relação familiar, com o cônjuge ou algo sério, não vá sair falando que a pessoa está mentindo. Apenas encurte o papo e não dê muita corda para a ilusão da pessoa.

AS BARREIRAS DA COMUNICAÇÃO

O processo de comunicação humana é tão complexo por conta das barreiras que são como obstáculos ou resistências à comunicação entre as pessoas. São variáveis que intervêm no processo de comunicação e que afetam profundamente, ao ponto de uma mensagem enviada se tornar diferente da mensagem recebida.

Existem três tipos de barreiras à comunicação humana que são: as barreiras pessoais, as barreiras físicas e as barreiras semânticas.

• Barreiras Pessoais: são interferências que decorrem das limitações, emoções e valores de cada pessoa; as barreiras mais comuns em nosso dia a dia são os hábitos deficientes de ouvir as emoções, as motivações, os sentimentos pessoais de cada um; as barreiras pessoais podem limitar ou distorcer comunicações entre as pessoas.


• Barreiras Físicas: são as interferências que ocorrem no ambiente onde acontece o processo de comunicação; esse tipo de interferência vai desde uma porta que pode ser abrir, um canal saturado, a distância física entre as pessoas até o ambiente de trabalho, paredes que se antepõem entre a fonte e o destino, ruídos estáticos em uma comunicação por telefone, não cumprimento de horário, temperatura etc.


• Barreiras Semânticas: são as limitações ou distorções decorrentes dos símbolos, através das quais a comunicação é feita; as palavras ou outra forma de comunicação, como gestos ou sinais, podem ter diferentes sentidos para as pessoas envolvidas no processo de trabalho e podem distorcer seu significado. As diferenças de linguagem constroem e constituem barreiras semânticas entre as pessoas.



​PESSOAIS OU INTERNAS

FÍSICAS OU EXTERNAS

​SEMÂNTICAS

​Idade

​Diferença de Linguagem

Arranjo e Decoração da Sala

Sexo

Decodificação de Gestos

Tamanho da Sala

​Experiências Passadas

​Significado de Sinais

Temperatura

​Preconceito

Percepção

​Distância Geográfica

​Cultura

​Sentido das Lembranças

Aparência Física

​Motivação

​Horário

Necessidade

​Nível de Ruído

​Estilo e raciocínio

Clima

​Status

Além da influência das barreiras, a comunicação pode ainda sofrer três males: a omissão, a distorção e a sobrecarga.

Omissão: ocorre quando certos aspectos ou partes importantes da comunicação são omitidos, cancelados ou cortados por alguma razão, seja pela fonte ou pelo destinatário, fazendo com que a comunicação não seja completa ou com que seu significado perca algum tipo de importância.


Distorção: ocorre quando a mensagem sofre alteração, deturpação, modificação, afetando e modificando seu conteúdo e significado original.




Sobrecarga: ocorre quando existe um volume muito grande de comunicação que ultrapasse a capacidade pessoal do destinatário de processar as informações, perdendo ou distorcendo grande parte delas ao decorrer de um conteúdo. Muitas vezes, a sobrecarga produz um colapso que paralisa o sistema.